top of page

A mensagem do novo presidente da Abrameq

Atualizado: 10 de jan.

O ano de 2024 inicia com incertezas significativas para o setor de bens de capital. A revogação de incentivos fiscais no RS e a MP 1202/23, que limita a desoneração da folha de pagamento, medidas lançadas no apagar das luzes de 2023 são as causas principais destas incertezas. Dúvidas sobre as premissas para formação de preços e o desafio da manter negócios já firmados com nossos clientes, são situações que terão que ser gerenciadas a partir de Janeiro de 2024. Mantidas estas medidas dos governos estadual e federal, temos uma probabilidade alta de aumento de preços e demissões nos setores de bens capital, bem como de couros e calçados, clientes dos associados da Abrameq.


Apesar das incertezas acima, temos confiança que 2024 será um período de maior estabilidade. O ciclo de queda de juros e inflação que está em curso, a estabilidade do Real perante o Dólar, a queda do nível de desemprego e o aumento da renda, são premissas determinantes para a decisão de investimento. Não há expectativa de grandes investimentos e crescimento, porém a estabilidade e consolidação do arcabouço fiscal devem trazer um pouco mais de confiança ao mercado.


A certeza que temos para 2024: precisamos manter nosso foco para desenvolver soluções que aumentem a produtividade e competitividade dos nossos clientes, com preços competitivos. Somado a este trabalho individual e colaborativo dos nossos associados com seus parceiros e clientes, vamos reforçar a conexão da Abrameq com as entidades do setor de couros e calçados.


Desejamos prosperidade, sucesso e bons resultados para todos em 2024!


André da Rocha - Presidente da Abrameq





Comentarios


bottom of page