top of page

Abicalçados projeta queda entre 6,7% e 9,1% nas exportações em 2023

As exportações de calçados devem cair entre 6,7% e 9,1% em 2023 – para entre 129 milhões e 132,4 milhões de pares- , ainda assim ficando acima dos níveis pré-pandemia, em 2019 e as vendas no mercado externo deixarão de impulsionar o crescimento do setor, como aconteceu no ano passado, e o incremento será alavancado pela alta do consumo interno. Esta avaliação foi feita pela coordenadora de Inteligência de Mercado da Abicalçados, Priscila Linck, durante o evento Análise de Cenários, realizado pela entidade no formato digital.

Com relação a 2024, segundo a economista, existe um cenário de choque de desvalorização cambial, somado à redução do custo do frete internacional, beneficiando as exportações asiáticas, a retomada forte da China, o ajuste de estoques nos Estados Unidos e a desaceleração internacional provocada pela inflação. “O real valorizado torna o produto brasileiro mais caro para o comprador internacional, ao mesmo tempo em que a queda no valor dos fretes internacionais favorecem a retomada das exportações da China. Já nos Estados Unidos, nosso principal destino no exterior, o varejo comprou mais do que foi consumido ao longo de 2022. Agora, o varejo local deve realizar um ajuste de estoques e, consequentemente, diminuir suas importações totais”, explicou.


Comex do Brasil




Comments


bottom of page