top of page

Acordo UE-Mercosul: associações europeias pedem ratificação

Um total de 23 associações que representam uma série de indústrias e outras empresas europeias, incluindo a CEC, instaram mais uma vez a UE a concluir e ratificar o acordo UE-Mercosul.


Numa carta conjunta, 23 associações que representam uma vasta gama de indústrias europeias e outras empresas sediadas na UE, desde a indústria transformadora até aos setores relacionados com a alimentação, instaram os líderes da UE e do Mercosul a concluir rapidamente as negociações sobre os restantes pontos pendentes do acordo UE-Mercosul.

A Confederação Europeia do Calçado (CEC) e a Cotance estão entre os signatários.


“A implementação do acordo UE-Mercosul impulsionará a integração das nossas economias e ajudará a diversificar as nossas cadeias de valor, tanto para importações como para exportações. Isto é fundamental para a competitividade dos nossos setores orientados para a exportação, que criam dezenas de milhões de empregos na Europa e proporcionam um contributo essencial para a prosperidade e os padrões de vida dos cidadãos europeus”, lê-se na carta.


Os signatários sublinham que o acordo oferece à Europa uma oportunidade única de “fazer parceria com uma das maiores economias do mundo”, ao reduzir as elevadas barreiras tarifárias e não tarifárias que têm um impacto negativo na capacidade das empresas europeias de competir num “mercado relativamente fechado” de mais de 270 milhões de consumidores. É também um “imperativo económico, social e geopolítico” porque “a UE carece de reservas significativas de matérias-primas essenciais” necessárias para a transição verde e digital, tornando necessário não só exportar bens e serviços, mas também adquirir matérias-primas a preços competitivos.


World Footwear



Comments


bottom of page