top of page

Atividade industrial fica estável e FIERGS alerta para cenário adverso

Depois da forte queda de 3,8% registrada na abertura do ano, o Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS) de fevereiro, divulgado pela FIERGS, apresentou estabilidade de 0,1%, na comparação com ajuste sazonal em relação a janeiro. Nos cinco meses anteriores, foram quatro quedas e uma alta, mas ainda assim o índice segue bem acima, 8,4%, do nível anterior ao da pandemia, em fevereiro de 2020. “Esta acomodação não altera a trajetória claramente declinante observada desde setembro último, mesmo operando em patamares elevados se considerarmos o período pré-pandemia”, diz o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry.

O presidente da FIERGS alerta que o cenário econômico segue muito adverso, com elevados níveis de incerteza e de juros, desaceleração econômica e queda da demanda doméstica e externa, apontando para um desempenho bastante modesto e volátil nos próximos meses. “Somente uma agenda fiscal crível para equilibrar as contas públicas, que ajude o Banco Central a iniciar uma redução dos juros, pode gerar um choque positivo capaz de mudar esse quadro”, reforça Petry.

O IDI-RS é formado por seis indicadores, sendo que a estabilidade no mês repercutiu desempenhos díspares. Avançaram o faturamento real (2,1%), as horas trabalhadas na produção (1,9%) e a utilização da capacidade instalada – UCI – subiu 0,3 ponto percentual. As quedas ocorreram em nas compras industriais (3,1%) e na massa salarial real (1,7%), enquanto o emprego se manteve estável após quatro recuos consecutivos.


Comunicação da FIERGS




Yorumlar


bottom of page