top of page

Atividade industrial gaúcha volta a crescer em novembro

O Índice de Desempenho Industrial gaúcho (IDI-RS), termômetro do nível de atividade do setor no Estado, voltou a crescer em novembro: 1,3% na comparação dessazonalizada com outubro. A alta no mês recuperou parcialmente as perdas de setembro (-1,8%) e outubro (-1,5%), mantendo o índice bem acima (+12,7%) do pré-pandemia (fevereiro de 2020). O bom resultado, divulgado pela FIERGS nesta quarta-feira (18), foi impulsionado pelos aumentos do faturamento real (+4,9%) e das compras industriais (+4,2%) e, em menor medida, da massa salarial real (+0,3%) e da utilização da capacidade instalada-UCI (+0,4 p.p.), que atingiu 81,4%, enquanto as horas trabalhadas na produção (-1,5%) e o emprego (-0,2%) caíram, sempre em relação ao mês anterior, com ajuste sazonal.

“A atividade industrial gaúcha ainda reflete o cenário favorável que predominou na segunda metade do ano passado, sobretudo as medidas de estímulos à demanda, os desempenhos expressivos das exportações industriais e do agronegócio, a redução de custos e a atenuação gradual dos problemas nas cadeias de suprimentos”, explica o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry. “A perspectiva, porém, é de instabilidade nos próximos meses, devido aos efeitos dos juros elevados, do fim do ciclo deflacionário, da falta de confiança dos empresários e da incerteza econômica diante do quadro fiscal desafiador”, ressalta ele.


Comunicação da FIERGS




Comments


bottom of page