top of page

BC começará ano com cautela sobre Selic

Conforme o "consenso do mercado" - explicitado nos resultados do Boletim Focus do Banco Central (BC), que traz as previsões mais frequentes de uma centena de instituições financeiras e consultorias -, em 2024 o juro básico voltará a um dígito.

A projeção se mantém estável nas primeiras três semanas de janeiro: a expectativa da maioria dos consultados é de que a Selic feche o ano em 9%.


Como no comunicado da mais recente reunião, em 14 de dezembro passado, o Copom manteve o plural ao projetar as próximas decisões, já se sabe: se não houver grandes surpresas, haverá corte de 0,5 ponto percentual na quarta-feira (31) e outra dose igual em 20 de março, para quando está marcada a próxima decisão.


Esses dois próximos cortes levarão a taxa básica a 10,75%. Sem mexer nesse ritmo, haveria mais três tesouradas da mesma "magnitude", como costuma avisar o Copom, e restaria ainda uma poda de 0,25 ponto percentual para 18 de setembro, quando finalmente a Selic chegaria aos esperados 9%. Isso, claro, se não houver sustos no processo de redução da inflação.


Zero Hora



bottom of page