top of page

Célula conceito da indústria 4.0 na Mercopar

Espaço criado para demonstrar na prática a aplicabilidade de algumas das mais modernas e inovadoras tecnologias e ferramentas do setor, a Célula Conceito da Indústria 4.0 da Mercopar deste ano dá atenção especial a um dos processos fabris mais importantes de uma linha de montagem - a inspeção de qualidade. Desenvolvida pela Master Sistemas Automotivos, controlada das Empresas Randon, a estrutura de 2 metros quadrados que simula uma estação de trabalho faz demonstrações que têm como base a utilização de sistemas integrados de Internet das Coisas (do inglês, Internet of Things), realidade aumentada, sistema de visão e robótica colaborativa.

A iniciativa da Rede RS Indústria 4.0 em parceria com o Senai-RS e Sebrae RS ilustra a sinergia e a integração entre diferentes atores da cadeia produtiva gaúcha. Com o Senai-RS a frente deste processo de integração, a ação conta ainda com a parceria da Master. “O Senai-RS mostra neste projeto que tem condições de auxiliar as indústrias com a absorção das tecnologias habilitadoras da indústria 4.0, contribuindo com o aumento da produtividade em seus processos produtivos”, destaca o diretor-regional do Senai-RS, Carlos Trein.

O robô colaborativo, ou seja, que trabalha lado a lado com os colaboradores, de forma segura, foi desenvolvido pela equipe de Engenharia de Manufatura da Master para atuar no processo de revisão e de liberação das peças. O desenvolvimento da estrutura, específica para a inspeção de freios produzidos pela empresa, levou cerca de seis meses. “A célula robotizada atende a uma necessidade real da indústria, valendo-se da automação para elevar a produtividade e intensificar a qualidade do produto entregue aos nossos clientes”, contextualiza Bernardo Bregoli Soares, diretor da Master.

Para o diretor técnico do Sebrae RS, Ayrton Ramos, a célula é um projeto que, durante a feira, funciona como uma vitrine do potencial do Estado no setor industrial. “O Rio Grande do Sul hoje é um polo de soluções de tecnologias habilitadoras da manufatura avançada. Estamos alinhados com o que há de mais moderno no mundo”, avalia.

Para o coordenador da Rede RS Indústria 4.0, Silvio Bitencourt da Silva, a célula demonstradora será uma oportunidade de conhecer, na prática e em tempo real, os principais conceitos e tecnologias da quarta revolução industrial aplicadas à Indústria 4.0. “A célula conceito potencializará aos visitantes obterem novas ideias e se conectarem a fornecedores de tecnologias e serviços gerando diversas oportunidades de negócios”, avalia.







Comments


bottom of page