top of page

Cases de inovação e soluções digitais na Jornada 4.0 da Mercopar

O palco do Espaço Futuro da Mercopar reuniu na tarde desta quarta-feira (19) especialistas e representantes de empresas e entidades que são referência em projetos inovadores e soluções digitais para a indústria. Em sua quinta edição, com o tema “Da tecnologia à competitividade”, a Jornada abordou os temas de maior relevância para o futuro da indústria 4.0, como Manufatura Aditiva (impressão 3D), Big Data – Mineração de Dados, Analytics, Internet das Coisas, Inteligência Artificial, Integração de Sistemas, Robótica Avançada, Manufatura Digital,Computação em Nuvem, Segurança Digital, Sistemas de Simulação, entre outras.

Daniel Ely, coordenador do Conselho de Inovação e Tecnologia da Fiergs (CITEC) e VP Executivo e CTO das Empresas Randon, abriu o evento falando da missão do CITEC no fomento à inovação junto às cadeias produtivas locais. “Um dos nossos focos é a educação, pois a indústria está se transformando e é preciso formar profissionais preparados para esta transformação”, afirmou.

O diretor da Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII), Evandro Eckille Rodrigues, apresentou o trabalho realizado pela entidade para acelerar o crescimento da indústria 4.0 e IIoT no Brasil. “Atuamos para a geração de negócios, por mais protagonismo, visibilidade, networking e engajamento do setor”, destacou Rodrigues. Maikon Ulrich, da i3C, apresentou o case de soluções aplicadas na transformação digital de uma indústria de alimentos da área de proteína animal. “Entre outros resultados, a adoção das tecnologias reduziu em 50% o custo da tonelada movimentada”, apontou.

Silvio Bittencourt da Silva, diretor da Unidade de Tecnologia e Inovação da Unisinos, e coordenador da Rede RS Indústria 4.0, explicou à plateia o propósito da Rede, que é colaborar para elevar a competitividade da indústria gaúcha e desenvolver o ecossistema da indústria 4.0 do RS. “A colaboração está no centro dos maiores desafios da indústria 4.0”, destacou. Daniel Monaga e Igor André Krakeche apresentaram o case da Célula 4.0, desafio de integração de tecnologias habilitadoras para a indústria 4.0. A Célula foi desenvolvida em colaboração por 12 empresas para solucionar uma demanda da Master Sistemas Automotivos, controlada das Empresas Randon, que faz parte das Empresas Randon: fazer a inspeção automática dos freios automotivos que a empresa produz de forma manual. A Célula é um protótipo, em exposição na Mercopar, que integra diversas soluções da Indústria 4.0 e tem potencial para triplicar a velocidade com que as peças são produzidas atualmente, garantindo a qualidade.


Comunicação da Mercopar






Comments


bottom of page