top of page

CNI: parcela da produção exportada é a maior em 5 anos

A indústria brasileira está destinando maior parcela de sua produção a mercados internacionais, mas também perde espaço para concorrentes do exterior no Brasil. Esse é o retrato trazido pelo último levantamento da CNI dos coeficientes de exportação e importação do setor, com base em números do ano passado.


Enquanto o coeficiente de exportação, que mede o porcentual da produção exportado, subiu de 18,6% para 20,3% em 2022, o de importação, ou seja, a participação de bens importados no consumo dos brasileiros, passou de 24,8% para 25,9%.


Foi o segundo ano consecutivo de crescimento da importância do mercado internacional na produção da indústria de transformação, o que colocou o coeficiente de exportação no maior nível dos últimos cinco anos. O índice recupera-se, assim, quase totalmente da queda observada entre 2018 e 2020.


Agência Estado




Comments


bottom of page