top of page

Confiança do industrial gaúcho volta a crescer

Depois de duas quedas consecutivas, o Índice de Confiança do Empresário Industrial gaúcho (ICEI-RS), divulgado pela FIERGS, voltou a crescer em março, 0,9 ponto em relação a fevereiro, para 46,8. Foi a segunda alta em seis meses, mas ainda insuficiente para recuperar as perdas do período, que alcançam 16,1 pontos. O ICEI-RS varia de zero a cem pontos e, ao fixar-se abaixo dos 50, revela a indústria gaúcha sem confiança, algo que ocorre desde novembro de 2022. “Os resultados sugerem que a confiança se acomodou em um patamar muito baixo. Nesse sentido, o cenário para a atividade do setor nos próximos meses continua pouco favorável, à medida que nessa situação os empresários são menos propensos a investir e a contratar”, diz o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry.

Até setembro de 2022, a confiança da indústria gaúcha avançava, refletindo a retomada da economia e os menores gargalos na cadeia de suprimentos. A partir de outubro, porém, os índices passaram a cair sob os impactos da incerteza gerada a partir das eleições, da desaceleração econômica nacional e internacional e do aumento dos juros. O ICEI-RS é composto por dois índices: Condições Atuais, resultado da percepção corrente dos empresários, e o de Expectativas, da avaliação futura, sobre a economia brasileira e sobre a própria empresa. Em março, o aumento da confiança foi puxado pelas expectativas, visto que as condições atuais continuaram a se deteriorar.


Comunicação da FIERGS




コメント


bottom of page