top of page

Crescimento tímido do ITE/Facamp em agosto

O Índice de Tendência Econômica da FACAMP (ITE/FACAMP) cresceu 0,04 na passagem de julho para agosto de 2023, já descontados os efeitos sazonais. O crescimento tímido do índice na margem sugere certa estagnação da indústria, que possui peso significativo na composição do ITE. Esse diagnóstico é reforçado pelo comportamento da média móvel trimestral e do acumulado em 12 meses.


A estagnação da indústria no período é justificada pelo desempenho negativo, na margem, da indústria extrativa, responsável por grande parte dos resultados positivos da indústria no ano, dado o comportamento errático da indústria da transformação. Apesar do forte crescimento da indústria extrativa no ano (5,7% de crescimento acumulado nos oito primeiros meses de 2023), sua dinâmica é condicionada pelo comportamento dos preços das commodities (principalmente petróleo e minério de ferro) e pela demanda global. Assim, o maior peso da indústria extrativa na produção industrial total, torna o setor mais dependente do desempenho de tais variáveis. A indústria da transformação, por sua vez, segue com um comportamento oscilante, especialmente a produção de veículos e de máquinas e equipamentos. A indústria da construção civil vem se recuperando, porém ainda abaixo dos resultados registrados no ano anterior.


Agência Estado




Comments


bottom of page