Desempenho industrial do RS cresce em janeiro

O Índice de Desempenho Industrial do Rio Grande do Sul (IDI-RS) cresceu 2,2% em janeiro de 2022 relativamente a dezembro de 2021, feito o ajuste sazonal. O índice registrou a sétima expansão em oito meses (período em que acumulou 8,0% de alta) e atingiu o maior nível da série desde outubro de 2014, 11,0% acima do pré-pandemia. A pesquisa, realizada pela FIERGS, foi divulgada nesta segunda-feira (14). “Os indicadores industriais de janeiro mostraram que a atividade do setor manteve a tendência crescente do ano passado, a despeito do intenso aumento de casos da nova cepa da Covid-19 e da estiagem”, ressalta o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry. Ele destaca porém, que o cenário ficou mais adverso com a guerra na Ucrânia que coloca em risco a trajetória de crescimento nos próximos meses. “O conflito, além do impacto negativo na economia mundial, deve aumentar as dificuldades na cadeia de suprimentos, como a escassez e aumento de preços de insumos e matérias primas, gerando novas pressões aos custos de produção, à inflação e aos juros”, afirma.

O desempenho positivo do IDI-RS na virada do ano refletiu, principalmente, os crescimentos das compras industriais (+6,2%) e das horas trabalhadas na produção (+4,6%), além do emprego (+0,3%) e da massa salarial real (+1,1%). O faturamento real das empresas, por outro lado, caiu 2,0% e a utilização média da capacidade instalada (UCI) ficou em 81,3%, uma redução de 1,8 ponto percentual em relação a dezembro.

Na comparação com janeiro de 2021, o IDI-RS aumentou 5,1% (+12,7% no acumulado em 12 meses), décima sétima taxa positiva seguida na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

Comunicação da FIERGS