top of page

Exportações de calçados caíram 6,6% até agosto

Dados elaborados pela Abicalçados apontam que, entre janeiro e agosto, as exportações do setor somaram 82,28 milhões de pares, que geraram US$$ 823,15 milhões, quedas de 15,7% em volume e de 6,6% em receita no comparativo com o mesmo período do ano passado. Segregando apenas o mês de agosto, as exportações foram de 9,34 milhões de pares e US$ 95,6 milhões, quedas de 12,8% e de 18,6% em relação ao mesmo mês de 2022. Ante a pré-pandemia, entre janeiro e agosto de 2019, o setor ainda registra índices positivos, de 9,2% em volume e de 26,7% em receita.


O presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, destaca que o desaquecimento da economia internacional, somado às altas taxas de juros e arrefecimento da demanda em países importantes para o calçado brasileiro, como os Estados Unidos, tem impacto direto nos índices. “Esperamos alguma melhora nos últimos meses do ano, mas mesmo assim devemos fechar 2023 com índices entre 6,7% e 9,1% inferiores aos registrados em 2022 (em pares)”, projeta o dirigente, ressaltando que, mesmo com o resultado, os índices ficarão acima dos registrados na pré-pandemia, em 2019.


Comunicação da Abicalçados



bottom of page