Exportações de componentes para calçados geraram US$ 214 milhões

Dados elaborados pela Assintecal apontam que, no semestre, as exportações de componentes para couro e calçados somaram US$ 214,3 milhões, 20% mais do que no mesmo período do ano passado. O número também aponta para uma ampla recuperação ante o período pré-pandemia, em 2019, quando as exportações do primeiro semestre somaram US$ 175 milhões (18% menos do que no ano corrente).

Ultrapassando a China como principal destino dos embarques de componentes para couro e calçados, a Argentina importou, no primeiro semestre, o equivalente a US$ 48,4 milhões, 56% mais do que no mesmo período do ano passado. A China foi o segundo destino do semestre, importando o equivalente a US$ 44,23 milhões em componentes, 2% mais do que no mesmo período do ano passado. Completando o ranking dos principais destinos aparece Portugal, para onde foram enviados o equivalente a US$ 30,9 milhões, 51% mais do que no mesmo ínterim de 2021.

O principal estado exportador do setor de componentes é o Rio Grande do Sul, de onde partiram o equivalente a US$ 116,83 milhões, 12% mais do que no mesmo período do ano passado. São Paulo vem na sequência, com US$ 23,25 milhões, 34% mais do que no primeiro semestre de 2021. O terceiro maior exportador do período foi a Bahia, de onde partiram o equivalente a US$ 19 milhões, 63% mais do que no ano passado.


Comunicação da Assintecal