top of page

Guerra não afeta previsão de superávit na balança comercial do Brasil

A guerra de Israel contra o Hamas na Faixa de Gaza não deve afetar imediatamente o desempenho da balança comercial do Brasil, avaliou o relatório do Indicador de Comércio Exterior (Icomex) divulgado nesta quinta-feira, 19, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O Icomex prevê um superávit recorde entre US$ 90 bilhões e US$ 92,5 bilhões para a balança comercial brasileira em 2023. No relatório anterior, referente a agosto, a previsão era mais modesta, de um superávit de US$ 80 bilhões.


"Não se espera qualquer efeito imediato na balança comercial devido à guerra entre Israel e o Hamas", resumiu a FGV. "No momento, do ponto de vista do Brasil, a principal questão é a crise humanitária e os possíveis desdobramentos desse conflito. Os impactos irão depender de quanto o conflito possa se estender para outros países da região o que teria um efeito negativo para o crescimento da demanda mundial e impactos ainda não previsíveis com clareza no jogo geopolítico mundial."


A FGV lembra que a Secex também aumentou a previsão de superávit para o ano de 2023 de US$ 84,7 bilhões para US$ 93,0 bilhões.


Agência Estado


コメント


bottom of page