top of page

Importações de calçados seguem em elevação no Brasil

As importações de calçados seguem crescendo no Brasil. Entre janeiro e setembro deste ano, entraram no País 23 milhões de pares, pelos quais foram pagos US$ 348 milhões, incrementos tanto em volume (+13,4%) quanto em receita (+28,2%) em relação ao mesmo período do ano passado. Os números são da Abicalçados, que aponta que o aumento das importações é "potencializado pelo problema" da isenção de impostos para remessas de plataformas cross border (e-commerce internacional) em produtos de até US$ 50.


“A junção dos fatores trazem uma concorrência desleal e extremamente dura para a indústria brasileira de calçados”, comenta o presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira.

As principais origens dos calçados importados pelo Brasil seguem sendo os países asiáticos, que respondem por mais de 85% do total de produtos que entram no País.


Entre janeiro e setembro, o Vietnã embarcou 7,64 milhões de pares para o Brasil, pelos

quais foram pagos US$ 170,44 milhões, incrementos tanto em volume (+26,8%) quanto

em receita (+35,2%) em relação ao mesmo intervalo do ano passado. Na sequência,

apareceram a Indonésia, que exportou 3,27 milhões de pares por US$ 65,6 milhões,

aumentos de 43% e 42,6%, respectivamente, ante 2022; e a China, com 8,45 milhões de

pares e US$ 39,17 milhões, queda de 3,7% em volume e alta de 1,5% em receita.


Jornal Exclusivo



Comentarios


bottom of page