Indústria 5.0 trará ser humano para o centro das discussões

Muito provavelmente seremos a primeira geração da história a acompanhar duas revoluções industriais. Graças ao avanço tecnológico que acelera cada vez mais os processos de inovação, estamos vendo rapidamente o setor migrar de Indústria 4.0 para Indústria 5.0.

Quando tratamos de indústria 4.0, já temos claro no mercado conceitos como big data, analytics, realidade aumentada e manufatura aditiva. A próxima jornada do setor caminha para o 5.0, cuja principal mudança será trazer o ser humano para o centro das discussões. Muito além da tecnologia, o diferencial humano passará a ser peça fundamental dessa engrenagem.

Migraremos de uma realidade concentrada em conectividade das máquinas; customização em massa; Supply Chain inteligente; produtos smart; e redução da mão de obra reduzida nas fábricas, para passar a direcionar esforços para a experiência do cliente; hipercustomização; Supply Chain responsivo e distribuído; produtos interativos atrelados a experiência; e retorno da mão de obra para as fábricas.

Com o trabalho humano aliado à tecnologia, o processo de tomada de decisão será cada vez mais eficiente. Tudo isso ainda caminhando lado a lado com as práticas ESG (Environmental, Social and Corporate Governance), que são outra forte tendência no setor. Esse cenário levará a indústria para o próximo nível, cujo foco não será apenas eficiência, mas sim em eficiência associada à sustentabilidade.


Indústria 4.0