top of page

Indústria calçadista gerou 43,5 mil empregos até outubro

Mesmo perdendo 842 postos de trabalho em todo o Brasil em outubro, dados do Ministério do Trabalho e Previdência elaborados pela Abicalçados apontam que as fábricas calçadistas brasileiras somaram, nos dez meses do ano, 43,5 mil novos postos de trabalho na atividade. Com isso, o setor soma 309,7 mil empregados diretos em todo o País, 12% mais do que no mesmo período do ano passado. Já no comparativo com a pré-pandemia, em 2019, o incremento de 2022 é de 8,8%. O presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, avalia que o dado de outubro já reflete o desaquecimento da demanda para alguns mercados. “Com o menor volume de encomendas, a produção é menor. Nos próximos meses, devemos enfrentar um desaquecimento da economia tanto no mercado interno quanto externo, provocado por fatores macroeconômicos, como a crise internacional e o aumento da inflação. Mesmo assim, devemos encerrar 2022 com uma produção 3,9% maior em relação ao ano passado”, comenta.


Comunicação da Abicalçados




Comments


bottom of page