top of page

Indústria teve bons números em novembro

A pesquisa Indicadores Industriais, produzida pela CNI e divulgada nesta quarta-feira (18), mostra que os resultados do mês de novembro de 2022 não sugerem novos impulsos da indústria de transformação – considerando a pequena variação da utilização da capacidade instalada e das horas trabalhadas e a acomodação do emprego. No entanto, houve espaço e uma relativa estabilidade de preços para o avanço dos indicadores financeiros, como faturamento, massa salarial e rendimento médio do trabalhador. Neste cenário, o faturamento avançou pelo segundo mês consecutivo e atingiu o ponto mais alto desde 2015.

O gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, ressalta que, com os resultados de novembro, já compreendemos o que houve em boa parte de 2022 e identificamos uma perda do ritmo de atividade nesse fim de ano, com relativa estabilidade do emprego, das horas trabalhadas na produção e da utilização da capacidade instalada. Ainda assim, apenas em dezembro poderemos completar esse quebra-cabeça, explica.

De acordo com o levantamento do mês de novembro, o faturamento real da indústria de transformação cresceu 1,4% em relação ao resultado de outubro, na série livre de efeitos sazonais. E na comparação com novembro de 2021, o faturamento teve crescimento de 9,9%. Além disso, com relação ao mercado de trabalho, as variáveis associadas à remuneração do trabalhador – massa salarial e rendimento médio – também avançaram e atingiram o ponto mais alto desde 2020.





Comments


bottom of page