top of page

Lançada a Frente Parlamentar mista em defesa do setor coureiro-calçadista

Com um resultado anual na economia brasileira de mais de R$ 48,7 bilhões em faturamento e gerando mais de 1,2 milhão de postos de trabalho diretos e indiretos, os setores de couro, calçados e componentes tiveram nesta terça-feira (15) um marco importante para seu fortalecimento com vistas a uma contribuição ainda maior para o País. Na data, ocorreu o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Setor Coureiro-Calçadista, em Brasília, com a liderança das entidades: Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) e Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal). A presidência da Frente Parlamentar é do deputado federal Lucas Redecker (PSDB/RS), tendo como vice-presidente o deputado federal Otto Filho (PSD/BA) e secretário geral o deputado federal Newton Cardoso Jr. (MDB/MG).


José Fernando Bello (presidente executivo do CICB), Silvana Dilly (superintendente da Assintecal), Gerson Luis Berwanger (presidente da Assintecal), Lucas Redecker (deputado federal e presidente da Frente), Haroldo Ferreira (presidente-executivo da Abicalçados) e Caetano Bianco Neto (presidente do Conselho Deliberativo da Abicalçados)


Presidente-executivo do CICB, José Fernando Bello destaca que a iniciativa tem o potencial de apoiar o país a produzir mais e fazer crescer, inclusive, as exportações do Brasil. “A frente buscará fortalecer a nossa indústria e impulsionar a nossa produção. Com esse trabalho legislativo, poderemos ter mais competitividade com todos os nossos clientes, tanto no Brasil como no exterior”, afirma.


Para o presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, a Frente auxiliará o setor no encaminhamento de pautas para os poderes públicos, de forma a contribuir para a criação de melhores condições de competitividade. “Temos inúmeras pautas importantes, como a desoneração da folha de pagamentos, a necessidade de regulamentação das plataformas digitais internacionais, questões de acesso a crédito, entre muitas outras. A Frente será fundamental para que os nossos apelos cheguem aos ouvidos certos no Poder Público”, comenta o executivo.


O coro pela representatividade setorial é engrossado por Silvana Dilly, superintendente da Assintecal. Segundo ela, a Frente, liderada por Lucas Redecker, político experiente e com profunda ligação com a cadeia produtiva do setor, será um canal importante de ligação com o Governo e com o poder legislativo. “Quem ganha é o setor, que terá uma representação forte no Congresso, que auxilia na transmissão de pautas relevantes para a competitividade da nossa atividade”, destaca.


Comunicação CICB










Comments


bottom of page