Porto de Rio Grande teve melhor primeiro bimestre da história

O Porto do Rio Grande atingiu mais uma marca histórica referente a exportações e importações de cargas. Conforme divulgado pela Portos RS, que administra o terminal portuário, os resultados do primeiro bimestre de 2022 atingiram o melhor índice da história do complexo de Rio Grande, no sul do RS. Foram divulgados também os balanços dos dois primeiros meses do ano nos portos de Porto Alegre e Pelotas. Em Rio Grande, os números que garantiram o recorde correspondem a 6.233.998 toneladas movimentadas em janeiro e fevereiro. Até então, 2018 havia sido o ano com o melhor desempenho no mesmo período, quando foram registradas 5.125.683 toneladas. Houve ainda uma movimentação de 79.521 unidades de contêineres cheios e vazios. A China apareceu como o principal destino das cargas, com 19,08% do total exportado, seguida da Arábia Saudita, com 8,53%, e da Indonésia, com 6,68%. Já as importações vieram, principalmente, da Argentina com 9,60% dos itens, Lituânia, com 8,94%, e Estados Unidos, com 8,53%. Mesmo em conflito contra a Ucrânia no Leste Europeu, a Rússia apareceu em quinto-lugar no ranking, com 6,90% dos insumos importados pelo porto gaúcho.

Os dados levaram em conta as operações realizadas também nos portos de Pelotas e Porto Alegre, além dos terminais existentes no complexo portuário de Rio Grande. Na Capital, foi alcançada a marca de 96.651 toneladas movimentadas. Desse total, 66.880 toneladas foram de fertilizantes. Cevada e trigo também foram insumos que tiveram destaque nos dois primeiros meses de 2022.


Agência Estado