Presidente da FIERGS defende papel principal da indústria

O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, defendeu o reconhecimento da posição central da indústria no desenvolvimento econômico do País e do Estado, durante o IV Fórum Gaúcho de Desenvolvimento Econômico, realizado em Xangri-lá. “Os demais setores da economia dependem muito da atividade industrial. A agricultura nacional é competitiva, porque ela utiliza máquinas desenvolvidas por indústrias. Os adubos e fertilizantes feitos na indústria, vão para a agricultura. O comércio eletrônico se baseia em equipamento da indústria de segmentação de tecnologia e informação. As vacinas foram desenvolvidas pela indústria farmacêutica”, destacou.

Petry criticou a falta de um projeto de desenvolvimento. “O que nos favorece, neste ano de 2022, é que estamos em um ano eleitoral; isto cria a oportunidade de apresentarmos sugestões aos candidatos para que se comprometam, aí sim, com um modelo de desenvolvimento”, ressaltou.

O presidente da FIERGS também endossou que outras questões como segurança jurídica, redução do Custo Brasil, Reforma Tributária e Reforma Administrativa, redução do Custo RS, aceleração de PPPs, privatizações, e concessões, também sejam discutidas com os candidatos. “O governador a ser eleito em outubro deve admitir que enfrentará grandes desafios, a maioria impopulares”, lembrou ele destacando que as mudanças precisarão também do Legislativo. “Neste ano eleitoral, temos a chance de votar no desenvolvimento ou de votarmos no encolhimento do Rio Grande do Sul e do Brasil. Estamos em um ano de grandes oportunidades, mas também de grandes riscos", concluiu.


Comunicação da FIERGS