top of page

Produção brasileira de calçados pode crescer até 2% em 2024

A produção da indústria calçadista brasileira deve crescer entre 1% e 2% em 2024. Ao mesmo tempo, o consumo de calçados no mercado interno pode aumentar na faixa de 2,5% e 3% neste ano. Os dados de projeção foram compartilhados pelo presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, durante coletiva de imprensa, na 2ª BFSHOW, que terminou nesta quinta-feira (23), em São Paulo.


“A capacidade instalada da indústria calçadista brasileira ficou em 73,5% no ano passado, então nós temos como produzir mais. O Brasil tem capacidade para produzir qualquer produto com excelência e concorrer com qualquer país no que diz respeito à produção de calçados”, afirma o dirigente.


De acordo com Ferreira, no ano passado, o Brasil teve um investimento de R$ 2,23 bilhões no setor calçadista. Valor que corresponde a um crescimento de 40% em relação a 2022. “Isso demonstra a capacidade que o Brasil tem de produzir calçados e aumentar a sua produção”, frisa.


Já, a perspectiva para as exportações brasileiras de calçados em 2024 é de uma queda entre 5% e 9%. Em uma projeção otimista, o dirigente destaca que os embarques devem alcançar 112 milhões de pares. Ele aponta que o recuo é reflexo da economia mundial, especialmente, no que diz respeito aos Estados Unidos, principal mercado para o calçado brasileiro no exterior. “Eles tinham importado muito no pós-pandemia, ficaram super abastecidos. Além disso, também enfrentam um problema de economia interna”, comenta.


Jornal Exclusivo




Comments


bottom of page