top of page

Produção de calçados cresceu na Colômbia

A indústria calçadista colombiana teve um bom ano em 2022. Os últimos números disponíveis revelam que, entre janeiro e outubro, a produção cresceu 20%, mas o aumento de custos e a falta de pessoal são problemas a serem resolvidos em 2023. Estima-se que os fabricantes colombianos de calçados tenham fechado 2022 com uma produção de 50 milhões de pares. Até outubro, a fabricação de calçados cresceu 20,4% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O aumento da produção se refletiu no nível das exportações que, nos dez primeiros meses do ano, cresceram 40,2%, atingindo US$ 34,1 milhões ante US$ 24,3 milhões em 2021.

Da mesma forma, as importações também tiveram alta. No período janeiro/setembro, foram importados 24 milhões de pares no valor de US$ 355,2 milhões, um aumento de 42,7% em relação aos US$ 248,9 milhões do período anterior. Nesse caso, são os produtos brasileiros que ocupam uma parcela crescente do mercado colombiano.

O governo colombiano decidiu prorrogar a vigência do Decreto 2.279 que estabelecia uma tarifa de 35% para a importação de calçados, que expirava em 31 de dezembro, por mais três anos até o final de 2025. Essa medida limitará as importações da Ásia e manterá a competitividade do calçado local no mercado interno.


APLF News




Comments


bottom of page