top of page

Produção industrial acumula perda de 0,6% em três meses seguidos de quedas

O setor industrial manteve em fevereiro de 2023 o comportamento negativo que mostrou nos dois meses anteriores. As dificuldades enfrentadas pela indústria estão ligadas à demanda doméstica, mas também a problemas de acesso a insumos e matérias-primas, apontou André Macedo, gerente da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física do IBGE.

A produção industrial encolheu 0,2% em fevereiro ante janeiro, a mais acentuada para o mês desde 2021, quando encolheu 1,7%. O setor já vinha de quedas em janeiro (-0,3%) e dezembro (-0,1%). Nos três meses seguidos de retração, a produção acumulou uma perda de 0,6%. A última vez que a indústria tinha recuado por três meses consecutivos foi entre fevereiro e abril de 2021.

A indústria mostra menor ritmo neste início de ano, mas o resultado negativo não está espalhado entre as atividades investigadas, ponderou Macedo.

"Nos três meses que essa produção industrial mostrou queda, teve predomínio de atividades no campo positivo", ressaltou Macedo.

O patamar de produção prossegue em nível semelhante ao de janeiro de 2009. "O setor industrial está girando em torno do mesmo patamar nos últimos meses", resumiu.


Agência Estado




Комментарии


bottom of page