top of page

Varejo de calçados deve registrar aumento no 1° trimestre de 2023

As vendas do varejo brasileiro de calçados devem registrar aumento nominal no primeiro trimestre de 2023. A projeção é do Índice Antecedente de Vendas do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IAV-IDV).

Para o trimestre, o segmento de tecidos, vestuário e calçados apresenta projeção positiva para os primeiros três meses do ano (13% em janeiro, 17% em fevereiro e 27% em março).

Em relação ao varejo em geral é projetado aumento nominal de vendas, sem descontar a inflação, de 4%, 4,8% e 5,1% para janeiro, fevereiro e março, respectivamente, em comparação com os mesmos meses do ano passado.

IPCA

Quando descontado o Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA), o índice projeta queda de 1,7% em janeiro e 0,6% em fevereiro e leve crescimento de 0,8% em março, também em relação aos mesmos meses do ano anterior. Em dezembro de 2022 houve queda de 1,5%.

Fechamento de 2022

Em dezembro de 2022, a variação nominal registrada foi de 4,3% em relação ao mesmo mês de 2021. "Esta variação estava em declínio desde abril de 2022", aponta o IDV.

No IAV setorial, tecidos, vestuário e calçados (8%) foi o terceiro segmento com a maior variação positiva em dezembro de 2022, atrás somente de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (17%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (14%).


Jornal Exclusivo





Comments


bottom of page