top of page

Demanda da China aquece embarques de couro do Brasil

Um movimento de expansão da indústria automotiva na China alimenta a demanda por couro e favorece o Brasil. Só no primeiro semestre deste ano, a país asiático foi o destino de 40% dos couros e peles exportados pelos curtumes brasileiros. A matéria-prima é usada na fabricação dos estofados de carros elétricos, por exemplo. Diante dessa procura aquecida, a expectativa do setor é fechar o ano com crescimento em relação a 2023, ainda que a oferta elevada pressione os valores de venda no exterior.


De janeiro a junho, a China adquiriu 39,17 milhões de metros quadrados de couros e peles, um aumento de 33,3% em relação ao mesmo período de 2023. Com essas compras, os chineses responderam por 29,9% do faturamento com as exportações brasileiras de couro.


Globo Rural



コメント


bottom of page