top of page

Exportações de calçados caíram 25% até maio

Dados elaborados pela Abicalçados apontam que, entre janeiro e maio, as exportações do setor somaram 42,9 milhões de pares e US$ 420,14 milhões, quedas tanto em volume (-25%) quanto em valor (-22%) em relação ao mesmo período do ano passado. Segregando apenas o mês de maio, as exportações somaram 7,33 milhões de pares e US$ 76 milhões, quedas de 14,1% e 22,5%, respectivamente, ante o mesmo mês de 2023.


O presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, destaca que o cenário no mercado internacional segue bastante instável, com a economia norte-americana ainda “patinando” e a crise econômica na Argentina. “São dois dos nossos principais destinos. Na América Latina, onde estão outros dos nossos principais parceiros, o mercado também está instável economicamente. Além desses fatores, temos a já conhecida concorrência com os produtores asiáticos, que normalizaram suas entregas após a baixa do preço do frete internacional. Será um ano difícil para as exportações de calçados”, comenta o dirigente.


Principal destino do calçado brasileiro no exterior, entre janeiro e maio, os Estados Unidos importaram 4,38 milhões de pares verde-amarelos por US$ 87,66 milhões, quedas de 3,8% e de 4,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Na sequência dos principais destinos dos cinco meses apareceram a Argentina (3,9 milhões de pares e US$ 79,68 milhões, quedas de 40,6% e 25,3%m respectivamente) e o Paraguai (3,22 milhões de pares e US$ 17,9 milhões, quedas de 27,3% e 12,8%).


Comunicação da Abicalçados


Commentaires


bottom of page